Dicas rápidas e úteis pra quem chegou agora

Bully: L.F.S. Musculoso / Foto: Carlos Ramirez

Bully: L.F.S. Musculoso / Foto: Carlos Ramirez

American Bully: origem da Raça

O American Bully nasceu nos EUA como resultado da seleção de cruzamentos entre Pit Bull Terrier e America Stafforshire. Outras raças como Buldogue Inglês e Old English Bulldog foram inseridas em algum momento, porém isso é um outro assunto e que não faz parte da história oficial da raça. A raça começou a ser desenvolvida na década de 90 e teve seu reconhecimento como raça estabelecida em 2004.

Temperamento

Apesar de sua expressão intimidadora, o American Bully é um cão de companhia. Dócil, carente e fiel a seu dono, é bastante sociável com cães de outras raças e tão adorável com crianças quanto um Labrador.

Saiba mais sobre Socialização

Alimentação e desenvolvimento

O porte físico do American Bully é resultado de sua genética apenas. Sua estrutura física impressionante vai aparecendo a medida que o filhote se desenvolve, e a única ajuda que sua genética precisa para desenvolver todo seu potencial é o uso de uma boa ração Super Premium. Não é necessário suplementar.

Exercícios

Existem pessoas que acostumam seus American Bullies a manter atividades físicas desde pequenos, porém, é preciso conhecimento e muito cuidado pois esta raça não suporta bem o calor ou atividades físicas exaustivas. 

Caso o cão viva em apartamento ou passe períodos do dia confinado em canil, atividades físicas leves como uma simples brincadeira e uma boa volta no quarteirão duas vezes ao dia e serão suficientes para o desenvolvimento físico e social do cão. Caso o cão disponha de uma boa área livre para viver solto durante todo o dia, faz-se necessário apenas uma alimentação balanceada, brincadeiras e passeios com foco na socialização.